skip to Main Content
Tributação De Posto De Gasolina – Quanto De Imposto Você Paga Para Poder Operar?

Tributação de posto de gasolina – Quanto de imposto você paga para poder operar?

Pensando em abrir o seu estabelecimento de revenda de combustível? Entenda como funciona a tributação de posto de gasolina e saiba quanto você paga para operar!

A tributação de posto de gasolina, e de combustíveis em geral, é uma incógnita para muitos empreendedores que sonham em abrir o seu estabelecimento.

De certo, essa é uma opção de empreendimento que apresenta alto faturamento aos empresários que decidem por abrir um posto, contudo, quando falamos da carga tributária que incide sobre as operações que são realizadas, é preciso contar com uma análise precisa, para que você não acabe sem lucro.

Para que você tenha uma idéia melhor, salvas as porcentagens de revenda e distribuição e o valor que fica por conta da petrobrás, 45% do valor total dos combustíveis é composto por tributações, e nós, da Amorim Contábil, iremos te explicar melhor…

Quanto de imposto um posto de combustíveis paga para poder operar?

Então para que você entenda como funciona a tributação de posto de gasolina, é preciso compreender que ela é dividida em, basicamente, quatro tributos distintos, sendo eles:

  • o ICMS, de competência dos estados de atuação dos postos de combustíveis, podendo variar de acordo com a tributação local;
  • a CIDE, de competência da União e abrangência federal sobre as relações de importação e comercialização de combustíveis;
  • o PIS e o Cofins de competência federal, ambos.

Desse modo, ao falarmos de valores, a alíquota do ICMS varia de estado para estado, por se tratar de um imposto de competência estadual, sendo assim, em média a sua alíquota total é correspondente a 23% do valor do combustível.

Já o CIDE é calculado com base no valor fixo por litro de combustível, onde o total recolhido é aplicado em rodovias e estradas não concedidas para iniciativa privada. Sendo de papel da União cobrar também o PIS e o Cofins, que são contribuições sociais destinadas ao financiamento da Seguridade Social que abrange por sua vez à saúde e assistência social e a Previdência.

Desse modo, o Pis e o Cofins são recolhidos por meio de regime monofásico, também por meio da aplicação de valores fixos por litro.

O que ao todo, com referência ao mês de janeiro de 2019 pode resultar em:

  • 44% de impostos para Gasolina;
  • 24% de impostos para Diesel; e
  • 25% de impostos para Etanol.

Tendo como referência a Lei 12.741/12 e o Decreto 8.264/14.

Conte com um escritório de contabilidade para postos de combustíveis

Portanto, caso queira saber o valor das suas tributações com combustíveis e ter uma gestão tributária, contábil e financeira precisa, garantindo a você o mínimo de impostos em conformidade com a legislação do seu estado, entre em contato com os profissionais especialistas em contabilidade para postos de combustíveis da Amorim Contábil.

Contar com um escritório de contabilidade especializado em sua atividade garante muito mais efetividade na gestão dos seus números e lucratividade para a sua empresa.

Então, caso queira saber mais, o que acha de marcarmos uma reunião?

Ainda possui alguma dúvida? Que tal entrar em contato com a Amorim Contábil? Somos especialistas no seu negócio e poderemos ajudá-lo. Será um prazer conversar!

Siga-nos no Facebook: @amorimcontabil

Sucesso e até logo.

Assine nossa newsletter

Receba dicas valiosas para o seu negócio semanalmente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top